Atualização, Pós-Graduação

Por que fazer uma Pós-Graduação em Direito Penal?

17/04/2020 Por Equipe de Conteúdos CEISC

Compartilhe

Por que fazer uma Pós-Graduação em Direito Penal?

 

Você gosta ou atua na área criminal? Pois é, o Direito Penal é uma das disciplinas de maior interesse na faculdade. E não para por aí, nas pesquisas e nos debates jurídicos, é uma das áreas que possui assuntos mais instigantes. 

É uma área que está mais intrinsecamente ligada ao nosso cotidiano, em razão de ser aplicada a todos, sem distinção de qualquer forma. O profissional da área criminal lida diariamente com o que há de mais complexo na sociedade: as pessoas e suas relações. 

Conforme a evolução das sociedades, as relações humanas se tornam cada vez mais mescladas. Mas muitas vezes o Direito Penal não consegue acompanhar em tempo real essas mudanças. Por isso precisamos estar a todo momento nos aperfeiçoando e nos especializando na área a qual escolhemos seguir. 

Os crimes praticados saíram do contexto mais usual de crime patrimonial para se tornarem crimes com muito mais complexidade, e aqueles profissionais do Direito Penal que atuam na área precisam se especializar para conseguirem oferecer o melhor trabalho possível.

Em razão disso, o Direito Penal também oferece um número muito variado de oportunidades de atuação. As mais conhecidas passam pela advocacia criminal, pelos cargos no Ministério Público ou pelo trabalho na Polícia Civil. 

Ao Delegado de Polícia cabe a função de investigar e buscar a autoria dos crimes. Eles atuam de forma direta contra a criminalidade e o cargo somente pode ser preenchido por bacharéis em Direito. Uma especialização, nesse caso, além de trazer novidades para a atuação profissional, também serviria para auxiliar nas provas de títulos exigidas nos concursos públicos. 

Já o Promotor de Justiça, membro do Ministério Público, tem o papel de reunir as evidências e oferecer as denúncias de crimes para convencer o juiz ou o júri a uma condenação. Da mesma forma como o Delegado, para se tornar um Promotor também é necessário que se preste concurso público, e uma especialização pode ser a diferença tanto em conhecimento, quanto em pontuação em uma prova. 

Enquanto isso, ao advogado criminalista, como regra, cabe a função de defender seu cliente das acusações a ele impostas, utilizando-se de teses, de leis e de jurisprudências para criar a melhor defesa possível.

Independente da profissão que escolher seguir, é inevitável que se mantenha sempre em constante atualização, em especial em uma área tão dinâmica quanto a do Direito Penal. 

Você tem interesse em fazer uma Pós-Graduação em Direito Penal e Processual? Conheça mais sobre o nosso curso, com ênfase na prática criminal, com professores renomados em suas áreas e com conteúdos atualizados ministrados em aulas ao vivo que ficam disponíveis para você assistir onde e quando quiser. Clique aqui e saiba mais sobre nossa Pós-Graduação.

    Leave Your Comment Here

    Close Bitnami banner
    Bitnami